22_05_2019_mutiraosistemico_01.jpg

A Defensoria Pública do Estado, por meio da Diretoria de Interior e da Comissão Sistêmica, organizou mutirões carcerário e sistêmico no município de Breves, na Ilha do Marajó nos dias 8, 9 e 10 de maio.

O mutirão tem o objetivo de fortalecer a atuação dos defensores públicos no interior. Além dessas ações, foi realizada uma reunião sistêmica em que foi mostrada algumas ferramentas de comunicação e de resolução de conflitos, seguida de Mutirão Sistêmico de Desjudicialização na área cível e atendimento concentrado no presídio local.

A Diretora Metropolitana Symonne Filocreão esteve presente na ação e contou sobre a importância mutirão sistêmico. “Essa aproximação permite um diálogo maior com os colegas, oportunizando, inclusive, sugestão dos que já atuam no local, já podendo render frutos no segundo semestre deste ano”, ressaltou.

A coordenadora de Ensino e Pesquisa Clívia Croelhas também estava no mutirão e relatou sobre a capacitação dos defensores públicos e o trabalho em Breves. “A ideia da capacitação é realizar o mesmo trabalho no interior que já está sendo realizado na metropolitana, então estamos fazendo o trabalho de maneira paralela, uma capacitação para a melhora no atendimento. Nós ficamos satisfeitos com o resultado, a população entendeu tudo sobre o que foi passado no mutirão sistêmico e foi uma maneira de ajudar a regional de Breves”, disse.

No mutirão carcerário, foi feita a análise prévia de 104 processos das comarcas pertencentes ao Marajó e que não contam com a presença de Defensoria Pública, dentre as quais  Afuá, Anajás, Bagre, Gurupá e São Sebastião da Boa Vista com atendimento a todos os assistidos, bem como a realização de inspeção carcerária nos moldes previstos na Instrução Normativa 03.2018 da DPPA.

A coordenadora de Políticas Criminais da Diretoria do Interior, defensora pública Ana Laura Sá, comentou sobre as visitas carcerárias e inspeção realizados no presídio local. "A presença da Defensoria Publica nos Centros de Recuperação Regional localizados no interior do Estado é fundamental para identificar a situação prisional dos custodiados da região, com atuação específica em processo de réus presos, bem como uma forma de  auxiliar os Defensores Públicos da Cidade Pólo, Sede de Regional, que já possuem um quantitativo elevado de processos e atendimentos."


Texto: Caio Barreto


Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta-feira das 08:00 às 14:00

Endereço

Prédio SEDE
Rua Padre Prudêncio, nº 154, Belém - Pará - Brasil.
CEP: 66019-080
Fone: (91) 3201-2700
Central de Atendimento
Rua Manoel Barata, nº 50, Belém - Pará - Brasil.
CEP: 66015-020
Fone: (91) 3239-4050

Defensorias Públicas

Homologado Para

Desenvolvido por: Equipe sistemas NTI e Equilibrium Web
Aguarde, carregando...